São Carlos, Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020

 

 

Notícias
 
 

Ministro Sergio Rezende lança Inovar Semente

 
 
  Fonte: Jornal da Ciência E-mail, 14/12/2005  
 
  Assessoria de Imprensa da Finep  
 
  O ministro da C&T, Sergio Rezende, lançou, nesta quarta-feira (14/12), o Inovar Semente, novo programa da Finep que investirá R$ 300 milhões em empresas nascentes de base tecnológica.
Em seis anos, vão ser apoiados cerca de 340 empreendimentos inovadores, com aportes que variam entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão. O anuncio será feito durante o Fórum Brasil Capital de Risco, evento que acontece dias 14 a 15 de dezembro, em Curitiba.
"Vamos criar 24 fundos de capital semente em todo o Brasil, cada um com montante inicial de R$ 12 milhões", revela Eduardo Costa, Superintendente da Área de Pequenas Empresas Inovadoras da Finep, agência de fomento do MCT.
A idéia é que esses fundos sejam organizados por cidades, privilegiando aquelas com vocação tecnológica, como RJ, SP, Santa Rita de Sapucaí (MG), Petrópolis (RJ), São José dos Campos (SP), Campinas (SP), Campina Grande (PB), Londrina (PR), Caxias do Sul (RS), São Carlos (SP), entre outras. Cada fundo vai apoiar entre 12 e 15 empresas.
Trata-se de capital fornecido a empreendimentos em um estágio pré-operacional, muitas vezes ainda dentro de incubadoras e universidades. Os recursos são dirigidos a ações como a construção de um protótipo, a contratação dos executivos, entre outras.
Atualmente, os fundos apoiados pela Finep atendem, majoritariamente, a empresas em expansão. Há um vazio no apoio a projetos ainda em fase inicial, no qual o risco do empreendimento não dar certo é maior, mas o crescimento da empresa pode ser exponencial.
"O capital-semente, ou start-up, precisa ser uma ação de Governo e, por isso, decidimos montar esse programa. Investidores em potencial, como os fundos de pensão, somente aplicam recursos em empreendimentos mais consolidados, que não representam tantos riscos", afirma Eduardo.
Na composição do Inovar Semente, a Finep entra com 40% dos recursos. Outros 40% serão aplicados por um banco de desenvolvimento local e 20% virão de um investidor privado.
"Queremos trazer os investidores pessoa física para o negócio, conhecidos no mercado como ‘anjos’. Além de investir recursos financeiros, esse profissional oferece experiência e competência ao fundo. Ele vai ajudar na formação de equipes, na seleção dos negócios e trazer uma rede de relacionamentos construída em anos de atuação no setor", explica Eduardo.
Para atrair esse investidor, o programa garante que, caso os investimentos não alcancem o sucesso desejado, o dinheiro aportado pelo ‘anjo’ será pago pela Finep.

 

 
 
  <-- Anterior     Próximo -->     Voltar  
 
 

 

Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Rodovia Washington Luís, km 235 – Caixa Postal 147
CEP: 13565-905 – São Carlos, SP
Telefone: (016) 3351-9000 Fax: (016) 3351-9008
CNPJ: 66.991.647/0001-30    I.E.: 637.148.460.118
e-mail: fai@fai.ufscar.br