São Carlos, Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020

 

 

Notícias
 
 

Brasil só detém 0,2% das patentes mundiais

 
 
  Fonte: Diário do Nordeste, 06/04/2005  
 
  Suelem Caminha  
 
  O Brasil responde por apenas 1,6% do conhecimento gerado em todo o mundo. O índice cai para 0,2% no caso das patentes produzidas no país. A mudança desses indicadores passa pela ampliação e divulgação da cultura da propriedade industrial entre os empresários brasileiros.
"O Brasil deveria ter dez vezes mais patentes solicitadas junto ao INPI", afirmou o secretário de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento Industrial e presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), Roberto Jaguaribe.
Jaguaribe esteve, nesta terça-feira, em Fortaleza participando do primeiro de uma série de seminários em todo o país, promovidos pelo instituto para divulgar a propriedade industrial como instrumento do desenvolvimento econômico e social das empresas. "O INPI precisa sair do gabinete e buscar o empresário", comentou.
O órgão terá um orçamento de R$ 59 milhões em 2005, volume duas vezes superior ao orçamento de 2003 — de R$ 28 milhões.
Antes de aumentar a participação brasileira no ranking dos países geradores de conhecimento, Roberto Jaguaribe admite que precisa superar restrições internas. São problemas de pessoal, que podem ser solucionados com a contratação de 450 pessoas.
"É uma expectativa, mas as vagas ainda não foram aprovadas", diz Jaguaribe que precisa reforçar a área administrativa e de patente do órgão. O INPI acaba de formalizar um convênio com o Serpro para informatizar todos os processos internos.
Valor
Dentro do estágio de desenvolvimento econômico e social do Brasil, faz diferença a empresa aprender a tirar proveito do valor da sua marca — ou seja, das patentes.
"Estes instrumentos, hoje, são pouco usados pelos empresários brasileiros e perdem a chance de agregar mais valor aos produtos nacionais", ressaltou o vice-presidente do INPI, Jorge Ávila. "Os empresários precisam descobrir o INPI", completa.
O número de patentes depositadas por empresas brasileiras no Brasil não chega a 2.500 por ano. As empresas brasileiras depositam menos de 200 patentes nos Estados Unidos por ano.
Quantidades pequenas se comparadas com o movimento de patentes da Coréia, que deposita nos Estados Unidos cerca de 2.500 patentes anuais, o total de patentes depositadas pelas empresas brasileiras no Brasil.

 

 
 
  <-- Anterior     Próximo -->     Voltar  
 
 

 

Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Rodovia Washington Luís, km 235 – Caixa Postal 147
CEP: 13565-905 – São Carlos, SP
Telefone: (016) 3351-9000 Fax: (016) 3351-9008
CNPJ: 66.991.647/0001-30    I.E.: 637.148.460.118
e-mail: fai@fai.ufscar.br